ir para o conteúdo principal

COMPRE AGORA

dias00 horas00 minutos00 segundos00 BILHETES
Building the future
PT EN

Porque deve começar a pensar em 5G hoje

Voltar Innovation

Porque deve começar a pensar em 5G hoje

Pedromachado
Pedro Machado 2 minutos Partilha

NOS 5G

A transformação é um processo onde se encerra uma das maiores dicotomias do ser humano. A transformação exige mudar e onde há mudança há atrito. Mas se essa resistência é profundamente natural, é também evidente a inevitabilidade desta transformação. Contudo, apesar de não a escolhemos na sua essência (ela impacta-nos inevitavelmente), temos a oportunidade de escolher a direção, o caminho, a velocidade e os meios.

É com esta convicção que surge o potencial da transformação digital. A disrupção tecnológica das últimas décadas veio acelerar a transformação das nossas vidas, empresas e sociedades a um ritmo que cria uma amnésia coletiva. Cada transformação tem impactado de tal forma as nossas vidas que já não nos lembramos como é que vivíamos sem carros, televisão, computadores, telefones, internet, etc. Esta dificuldade cognitiva gera-se pela mudança drástica que estas evoluções trouxeram, com saltos quânticos na qualidade das nossas vidas ao ponto de considerarmos impossível dispensá-las.

O ritmo desta dirupção tecnológica tem estado assente em ciclos que cada vez mais se encurtam e aproximam ao ponto de passarmos a viver num mundo em ininterrupta mudança radical. Mas isto não implica que não haja aceleradores que marquem novas eras, que expandam os horizontes e tornem viáveis muitos dos nossos sonhos. O 5G promete ser essa marca desta nova era digital.

Espera-se que o 5G traga um impacto económico superior 11,2B€ até 2035, com a geração de mais de 22,3 milhões de postos de trabalho a nível global. Este impacto será potenciado por diferentes soluções que tiram partido das velocidades, latências, massificação de dispositivos e fiabilidades do 5G para otimizar operações e criar novos serviços. Transversal a qualquer sector de atividade, este impacto representa uma oportunidade que não pode ser ignorada.

Como catalisador de inovação, o 5G não encerra em si todas as oportunidades, mas antes apresenta-se como um desbloqueador das mesmas. Tecnologias como a realidade imersiva, internet das coisas, drones, robotização ou condução autónoma são conceitos já bem conhecidos que com o 5G serão escalados. Mas se algum deste potencial está claro, muito do futuro está ainda por ser desvendado.

Importa, por isso, ter uma estratégia para aproveitar esta alavanca num contexto que é necessariamente complexo. Desde logo é fundamental ter uma visão clara de todas as oportunidades que conseguimos antecipar e que resulte de uma clara análise dos desafios e oportunidades existentes e das potencialidades que o 5G abre. Devemos, então, qualificar impactos e maturidades, quantificando os ganhos de eficiência e experiência e avaliando a maturidade tecnológica dos diferentes use cases. Esta visão, obrigatoriamente evolutiva ao longo do tempo, irá permitir criar clusters de prioridade:

i) O que já está disponível e devemos focar;

ii) O que tem potencialmente elevado impacto, mas menores maturidades e que devemos testar;

iii) O que devemos ir acompanhado para quando oportuno avançar.

Este framework, assente nos resultados com visibilidade do nível de disponibilidade, é fundamental para que em paralelo possamos tirar partido das oportunidades já existentes e acelerar a aprendizagem nas oportunidades futuras de maior relevância. Ter a capacidade de definir e executar esta estratégia com sucesso será decisivo para alcançar um país mais sustentável, empresas mais competitivas e melhor qualidade de vida. O futuro é uma página em branco e começa já hoje.  

Pedro Machado

Head of New Business B2B da NOS

Partilha

Pesquisa

Resultados Erro. Tente novamente mais tarde
  • Result item